Ação 13

  1. OBJECTIVOS A ATINGIR

·         Promover uma cultura profissional aberta à inovação pedagógica;

·         Perspectivar os valores comuns da civilização europeia;

·         Reconhecer e integrar a dimensão europeia do ensino e da educação no quadro do princípio da subsidiariedade;

·         Perspectivar programas europeus da educação e valorizar a educação para a cidadania;

·         Compreender a Europa como construção social que deve ser ensinada e aprendida;

·         Estimular a responsabilidade cívica alargada. Promover a consciência comum da Europa;

·         Valorizar a dimensão europeia da educação através da participação nos procedimentos da vida escolar;

·         Educar para a reciprocidade; ver no diálogo (que é sempre intercultural) razões de enriquecimento mútuo de contributos, pertenças e  convicções;

·         Valorizar as diferenças culturais numa perspectiva de interculturalidade e complementaridade;

·         Perspectivar global e integrativamente os problemas. Educar para um olhar antecipativo;

·         Promover a racionalidade crítica (os factos como processos);

·         Desenvolver competências de investigação no âmbito da temática do seminário.



CONTEÚDOS DA ACÇÃO


Europa e memória: mitologia e etimologias de Europa. – Geografia clássica, a Europa: 1. «apêndice da Ásia» (Paul Valéry, 1944); 2. «apenas uma grande península que termina a oeste do vasto continente asiático» (Pierre Lapie, 1829; Brun, 1816; Schrader, Prudent e Antoine, 1890). – A história da Europa precede a das nações. – Trânsito original da concepção mítica (Hipócrates) e geográfica (Aristóteles) para o plano político e cultural (Isócrates: «(...) chamam-se Gregos mais os que participam da nossa educação/cultura (paideia) do que aqueles que têm a mesma origem que nós»); Isócrates precursor do «confederalismo»? – A Europa política como ideal emergente nos pensadores clássicos (Heródoto, Estrabão...), e não apenas como expediente moderno. – A dimensão historicamente universal e universalizante da Europa: o exemplo de Sócrates (ou «o género humano» como pátria, não a cidade) (4 Horas).

A era romana, o recalcamento da Europa política e a bipartição Oriente / Ocidente. – A batalha de Poitiers e o nascimento da consciência político-histórica duma entidade europeia como comunidade de destino dos povos: a consciência comum da Europa – «Os Europeus». – A «Europa ou o reino de Carlos Magno» (2 horas).


  O Ocidente e o Oriente na civilização europeia (3 Horas).

   Humanismo: noção e desenvolvimentos (Não há nada de mais admirável do que o homem, Picco della Mirandola) (3 Horas).

    Europa e modernidade: P. Dubois (1304), Victor Hugo (1849) Winston Churchill (1946): a ideia dos «Estados Unidos da Europa». – O Congresso da Europa, em Haia (7-10 Maio de 1948), e a União Europeia actual. – História de sua construção: os «sete dias que fizeram a Europa». – A Ágora europeia: para uma dimensão pedagógica da Europa – O ensino sobre a Europa, questões cruciais: quais são e como funcionam as instituições europeias? O que significa hoje ser cidadão europeu? Para que serve a União Europeia? O que é que a União já obteve para os seus cidadãos e quais são os novos desafios com que ela se defronta? – A problemática actual da cidadania: a cidadania alargada ao espaço europeu. Educação da Europa e consciência europeia. – O Tratado de Maastricht, de 1992, como momento paradigmático. – A dimensão europeia da educação, os direitos e os valores: direitos conferidos pela cidadania da União. – Carta dos Direitos Fundamentais da União: da cidadania europeia à necessidade de uma pedagogia da Europa. – Conteúdos disciplinares e interdisciplinares do «ensino sobre a Europa» (4 Horas).

 A identidade da Europa. A Europa como experiência: futuro e memória (Paul Ricoeur)  (2 Horas).


REGIME DE AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Tendo em conta que a acção de formação irá funcionar na modalidade de Seminário os diferentes temas serão abordados com a participação activa dos intervenientes. Como tal:

·         a presencialidade (50%);

·         a pesquisa bibliográfica (25%) e o empenhamento na preparação das sessões(25%) que serão valorizadas e atenderá aos seguintes itens:

§  Participação activa nas sessões do seminário (10%); 

§  Apresentação oral de um texto (20%);

§  Suporte escrito: pesquisa individual, um breve relatório final (20%).




 

Comments