Ação B1:2014/15 - Biblioteca escolar,currículo e literacias

Publicado a 14/04/2015, 03:15 por Bruno Henriques   [ atualizado a 27/04/2015, 07:54 ]


Oficina de Formação: 25HP + 25HTA, 2.0 UC
Registo de Acreditação: 
CCPFC/ACC-78059/14
Formadora: Maria José Vitorino
Local : 
A determinar
Grupos de recrutamento: Professores de educação pré-escolar,Professores do ensino básico e secundário e professores bibliotecários
Calendário: I Turma - 08 de maio a 26 de junho de 2015
                          II Turma - 18 de setembro a 06 de novembro de 2015

                                                                       

Descrição                                

Os desafios que se colocam à sociedade contemporânea, induzidos pelas inovações tecnológicas, cuja ação tem vindo a instalar-se, sobretudo a
partir da primeira década do século XXI, obrigam a (re)pensar as formas de trabalhar em todas as áreas da atividade humana em geral,  à escola e
à educação  em particular.
O acesso e a produção de informação, potenciados pela multiplicidade de dispositivos tecnológicos, que a cada minuto surgem, têm obrigado as organizações mundiais e nacionais a propor medidas para a educação, no sentido de levar os professores a alterarem as formas de trabalhar.
Torna-se  assim  imperativo que todos os docentes e, os professores bibliotecários em especial, desenvolvam atividades  que visem o
desenvolvimento das literacias emergentes e a integração  das tecnologias nos programas curriculares.
A este propósito,  a Unesco publicou um documento,  em Julho de 2011, com o título  'Media and Information Literacy Curriculum for all Teachers”, alertando os governos de todo o mundo  para produzirem alterações na educação, no currículo de todas as disciplinas, incluindo o desenvolvimento
de competências  no âmbito dos média e da literacia da informação.
Já em 2007,  a AASL (American Associationof School Librarians) tinha publicado os “Standards para o aluno do século XXI”, defendendo que as bibliotecas escolares são espaços fundamentais, que proporcionam o acesso democrático a ferramentas tecnológicas que promovem o desenvolvimento de estratégias de aprendizagem colaborativas,  de literacias críticas indispensáveis aos alunos da sociedade contemporânea. 
A este propósito, o Conselho Nacional de Educação em 2011 emitiu uma recomendação em que considera “[...] a literacia mediática [como] uma questão de inclusão e de cidadania na sociedade da informação de hoje [...] evitando ou diminuindo os riscos de exclusão da vida comunitária”.
Importa, pois, potenciar  as funções e competências do professor bibliotecário  enquanto  gestor especializado da biblioteca escolar, uma mais
valia que as escolas e os professores não podem ignorar. Como salienta Todd (2001; 2003),  a biblioteca escolar  proporciona: “informação,
educação e lazer para TODOS” e é um espaço privilegiado na escola, facilitador do acesso a recursos de informação e tecnológicos, indispensáveis
no mundo moderno, facultando  a todos, sem exceção, o acesso ao seu uso individual ou em grupo, sublinhando que “a informação é o coração da aprendizagem com sentido”. 
Esta oficina  de formação dirige-se aos professores de  todas as disciplinas do ensino básico e secundário e, procura  sensibilizar  para o valor da biblioteca escolar, dos seus recursos  e documentos e  desenvolver assim uma ação articulada   com todos  na implementação do currículo, na
criação de instrumentos   adequados, na  metodologia de trabalho de projeto.
O envolvimento de todos os professores facilitará o acesso aos recursos e serviços que a biblioteca escolar disponibiliza, enquanto equipamento pedagógico de apoio ao currículo e às literacias.
Esta oficina de formação desenvolve-se no formato b-Learning, ou seja, com 3 sessões presenciais e 3 a distância/online, com  recurso à plataforma Moodle, de forma a criar um espaço flexível de interação, enriquecido pela  partilha de  conteúdos, construção de materiais, serviços inovadores e práticas colaborativas.
Sendo esta uma temática aconselhada por organismos internacionais e nacionais, a todos os professores, justifica-se a relevância para a progressão na carreira conforme ponto n.º 3 do artigo 14.º do Regime Jurídico de Formação Contínua de Professores.



Ação Auto - Financiada 

                                                                                                                             
Nº de participantes: 20 formandos, a 85€ por formando

Protocolo entre o CFAEMBM e a LAREDO - ASSOCIAÇÃO CULTURAL 


Seleção de formandos:

  • 1.ª prioridade: Por ordem de inscrição docentes das escolas associadas do CFAEMBM e LAREDO - ASSOCIAÇÃO CULTURAL;
  • 2.ª prioridade: Por ordem de inscrição docentes de outras escolas.

O Link de Inscrição: https://sites.google.com/a/cfmbm.info/inicio/5-area-de-inscricao/inscricoes

                                       Ação B1:2014/15



Detalhes da calendarização


I Turma

maio:    08(sexta feira) 17h30 - 21h30 

junho:  26(sexta feira) 17h30 - 21h30.


II Turma

setembro:      18(sexta feira) 17h00 - 22h00;

novembro:    06(sexta feira) 17h00 - 22h00.




Comments